LEIA
 » VISITANDO O PIER 21
 » LEMBRANÇAS
   DE OLEIROS
 » " ENCONTRO
   INESPERADO
   " C O N T O
 » Fernando Feliciano
   de Melo
 » EM OFF
 » DIA DOS AÇORES
   EM TORONTO
 » CRÓNICA PICOENSE
 » Edições Anteriores
 
A CÂMARA DAS LAJES HOMENAGEOU DIVERSOS CIDADÃOS

Em final de Comemoração dos 502 anos da sua existência e como Edilidade mais antiga da Ilha, a Câmara Municipal das Lajes do Pico, procurou dar uma certa solenidade aos diversos cidadãos que se distinguiram ao longo dos anos, quer no cumprimento de acções meritórias, quer no cumprimento de seus misteres.

Em SESSÃO SOLENE, nos Paços do Concelho, o Presidente Cláudio Lopes, trouxe à memória das pessoas que enchiam por completo aquela sala, aqueles que duma maneira ou doutra mais se distinguiram durante vários anos, nas mais diversas actividades.

A título póstumo entregou a Medalha de Mérito Social a DAVID FERREIRA, músico e Regente de Filarmónica, de Sâo João, e a MARIA ROSA DOS SANTOS PORTO, das Lajes do Pico, como fundadora do Escutismo na Ilha do Pico e como promotora de diversas actividades.

A Medalha de Mérito Social, foi concedida a MARIA HUMBERTO FREITAS FERREIRA DA SILVA, como a primeira Enfermeira do Hospital das Lajes e pelos seus préstimos caritativos e sociais, que ainda dispensa apesar de aposentada a muitos doentes em visitas domiciliárias sem receber qualquer remuneração. A ANTÓNIO SILVEIRA, das Ribeiras, como baleeiro (oficial e trancador) mais antigo do concelho e quiçá da Ilha. A MARIA DA GRAÇA LOPES MACHADO ÁVILA, como funcionária mais antiga e dedicada da Secretaria da Câmara Municipal das Lajes. A Medalha de Mérito Cultural, foi atribuida ao GRUPO CORAL DAS LAJES DO PICO, pela sua prestação dentro e fora da Ilha e como um grande divulgador da música folclórica, tanto a nível local, como Regional e Nacional. À ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DAS LAJES DO PICO, pelos 25 anos de existência, como primeira Escola da Ilha e como Escola que se tem distinguido a nível Nacional, com a obtenção de vários primeiros prémios. E finalmente com a Medalha de Mérito Desportivo foi distinguido o CLUBE DESPORTIVO RIBEIRENSE, pelo nível que tem conseguido atingir no desporto a nível Nacional e Internacional, contribuindo assim para a divulgação turística da nossa Ilha e ao jovem PEDRO MENESES, Campeão Regional do Clube Desportivo Escolar das Lajes do Pico, que recentemente se consagrou campeão regional de iniciados na categoria de Hexatlo Masculino, com o total de 2907 pontos, colocando-o no podium, como o atleta mais completo na categoria de iniciados da Região Açores.

Apesar de ser fora da sessão camarária, foram ainda homenageados no Salão da Silveira, com nome de Rua e na casa onde nasceu, o distinto compositor e Maestro Orfeónico que foi o PADRE JOSÉ DE ÁVILA, cujo nome foi dado ao Caminho Velho da Silveira que agora se passará a chamar Rua Padre José de Ávila. Na sessão o Escritor Ermelindo Ávila, dissertou palavras sobre este distinto Lajense, uma vez que também cantou debaixo da sua batuta. Também foi homenageado outro homem de nome MANUEL CONSTÂNCIAS, pela sua tenacidade, força e aprumo com que colocava nos trabalhos de ferreiro que desenvolvia conjuntamente com o irmão. Foi convidado para proferir algumas palavras de circunstância o Director do Museu do Pico, Museu dos Baleeiros, Manuel Francisco Costa Júnior.

A terminar este ciclo cultural e comemorativo, teve lugar a sessão de encerramento das comemorações, no Auditório Municipal das Lajes do Pico. Muito público esteve presente e como convidados compareceram, o Ministro da República para a Região, em Representação do Presidente da República, a Dra. Berta Cabral, Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, como Presidente da Associação dos Municípios da Região Autónoma dos Açores e o Presidente da Câmara Municipal do Machico da Região Autónoma da Madeira, como Câmara geminada com a das Lajes do Pico.

Queremos salientar o facto de que o concelho mais antigo da Ilha, continua a distinguir-se no campo cultural, o que de alguma forma constitui um lenitivo para superar o atraso em que noutros campos é, e em relação aos outros dois, nitidamente deficitário. Mas não se pode ter tudo aos mesmo tempo...

Antes de terminar quero referir a mágoa que senti pela notícia da morte inesperada de outro colaborador deste jornal e que quando esteve nesta Ilha, foi meu hóspede, o Sr. FERNANDO FELICIANO DE MELO. Sentiremos bastante a sua falta nas colunas desse semanário, paredes meias com a minha. Para a família daqui deste recanto longínquo, no meio do Atlântico, que ele muito apreciou e também do Manuel Tomás, outra casa que visitou, endereçamos à família enlutada, Sentidas Condolências e que Deus o tenha na Sua Eterna Glória.

Até para a semana...se Deus quiser!




Copyright © 2003, VOICE Luso Canadian Newspaper Ltd. First Luso Canadian Paper to Jump on the Net! For more information contact [email protected]
 
Toronto,
19/Maio/2003
Edição 781

ANO XXIII

    Por: Paulo Luís Ávila

 


 

 

  Desenvolvimento - AW ART WORK