LEIA
 » A CAMINHO DE LISBOA
 » NAS ILHAS COM
    A SENHORA
   DA BOA VIAGEM (1)
 » " O CARPINTEIRO "
 » CRUCIFIXO DE
   PASTEUR ESTÁ
    EM SÃO MIGUEL
 » EM OFF
 » Pauleta recebeu
   a Comenda
   da Ordem de Mérito
 » CRÓNICA PICOENSE
 » Edições Anteriores
 
CRUCIFIXO DE PASTEUR ESTÁ EM SÃO MIGUEL

Finalmente, e depois de muitas especulações, acaba de saber-se que, felizmente, o celébre Crucifixo de Pasteur encontra-se em São Miguel, devidamente guardado. Recordo que o ilustre escritor e investigador de mérito, que é o Comendador Manuel Ferreira, questionou sobre o destino de tão precioso Crucifixo, que integrava o espólio do saudoso homem de cultura, que foi o Dr. Jorge Gamboa de Vasconcelos, a quem o Concelho da Ribeira Grande ainda não prestou a devida homenagem.
Por outro lado, o dinâmico Padre Joe Ferreira, de entre os seus numerosos artigos, onde perpassa a mais denodada saudade pelos usos, costumes e gentes dos Açores, sob o pseudónimo de Ferreira Moreno, trazia à colação a história e as características da peça religiosa, para além de recordar o itinerário do Crucifixo, desde as mãos do famoso cientista Louis Pasteur até ao espólio do Dr. Jorge, passando pela mesinha de cabeceira do Dr. António Gaspar Read Henriques, antigo Director do "Correio dos Açores", onde permaneceu durante cerca de 35 anos.
Ferreira Moreno conta que visitou o Dr. Jorge Gamboa e recorda que "ele próprio me obsequiou com o raro privilégio de segurar e admirar, com intensa emoção, o Crucifixo de Pasteur".
Não tenho espaço para transcrever as circunstanciadas informações do bom Amigo Ferreira Moreno, já publicadas, aliás, neste "Correio dos Açores", mas tão só posso recordar que o a notável peça veio para São Miguel pela mão da Irmã Pedro do Espírito Santo, oferecida pela própria filha de Pasteur. Aqui, e em retribuição pelo dedicado auxílio prestado às iniciativas da Congregação de São José de Cluny, a Irmã Pedro ofereceu "aquilo que consigo trazia de mais valioso" ao Dr. Read Henriques, posteriormente cedido ao Dr. Jorge Gamboa de Vasconcelos, que se interrogava se estaria à "altura de tão grande responsabilidade": ser fiel depositário de tão histórico Crucifixo.
Pois bem; para descanso de almas e sossego de dúvidas, estou em condições de afirmar que o Crucifixo de Pasteur está na posse dos herdeiros directos do Dr. Jorge, religiosamente guardado, segundo me garantiu o Eng.o. Fernando Borges.





Copyright © 2003, VOICE Luso Canadian Newspaper Ltd. First Luso Canadian Paper to Jump on the Net! For more information contact [email protected]
 
Toronto,
23/Junho/2003
Edição 786

ANO XXIII

   
       

  

 

 

  Desenvolvimento - AW ART WORK