LEIA
 » FÉRIAS
 » PORCOS
   E CURIOSIDADES
 » Emigrandando
 » Seguradoras Nunca
   Perdem
 » Angra do Heroísmo
 » Vem ao Banco,
    Vai ao Rock!
 » MNE investiga
   alegadas
    irregularidades
   de vice-cônsul
   em França
 » EM OFF
 » Ribeirinha - S.Miguel
 » CRÓNICA PICOENSE
 » Edições Anteriores
 


Seguradoras Nunca Perdem

Insurance Bureau of Canada, a associação de cúpula que representa as seguradoras privadas de casas, automóveis e em-presas neste país, anunciou na semana passada que este sector apresentou, em 2003, lucros de $2.63 biliões de dólares (cdn.). Este aumento é na ordem dos 873 por cento, comparado com 2002!

Neste mesmo periodo, o sector queixou-se de enormes prejuizos, o que 'justificou' aumentos exorbitantes nos preços pelos serviços de seguradora. Não mencionaram que estes supostos prejuizos deveram-se, em parte, a investimentos feitos na bolsa de valores que tiveram resultados pouco positivos.

Estas seguradoras privadas têm a obrigação, principalmente, de assegurar lucros para os seus investidores.

Em resposta a esta notícia, o meu colega, o deputado Peter Kormos (Niagara Centre) sugeriu que as seguradoras remetes-sem um 'rip-off rebate' a todos os clientes que pagaram ou que vão pagar demais este ano. Como os prejuizos, afinal, não prejudicaram muito, não lhes prejudicaria muito agora distribuir os lucros pelos seus clientes, que ajudaram bastante a assegurar estes mesmos lucros!

Muitos residentes do meu círculo eleitoral visitaram o meu gabinete de atendimento comunitário para pedir apoio com os seus casos particulares. Em muitos destes casos, estas pessoas recusam-se a apresentar sinistros por medo que as seguradoras lhes aumentem os preços.

Já não é tanto o caso em outras provincias do Canadá que adoptaram um sector gerido pelo governo. British Columbia, Manitoba e Saskatchewan, por exemplo, têm os preços mais baixos de todo o país. Nestas provincias, há uma maior estabilidade de preços e em qualidade de serviço e menos abuso, tanto por parte das seguradoras, como tambem por parte de clientes.

É tempo de efectuar uma verdadeira mudança, de implementar um sistema público, porque as pequenas mudanças dos liberais, superficiais e de pouco efeito, servem só para assegurar que as seguradoras nunca perdem.



Copyright © 2004, VOICE Luso Canadian Newspaper Ltd. First Luso Canadian Paper to Jump on the Net! For more information contact [email protected]
 
Toronto,
22/Março/2004
Edição 822
ANO XXV

   
    Por Rosario Marchese

 

 

  Desenvolvimento - AW ART WORK